Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Anita Descomplica

Organizar nunca foi tão fácil. Complica? A Anita descomplica!

Anita Descomplica

04
Jan17

Como manter as Resoluções de Ano Novo?

Anita

1.png

 

E como estamos na primeira semana de Janeiro, vamos falar novamente das resoluções de ano novo.

Sabia que as 10 resoluções de ano novo que a maioria das pessoas escolhe são:

1. Perder peso;

2. Ser organizado;

3. Gastar menos e poupar mais;

4. Aproveitar a vida ao máximo;

5. Ser saudável;

6. Aprender algo novo;

7. Deixar de fumar;

8. Ajudar mais os outros;

9. Apaixonar-se;

10. Passar mais tempo com a família.

 

No entanto, em seis meses, apenas 46% das pessoas mantêm a sua resolução.

 

Vamos lá entender o porquê. Valerá a pena fazer resoluções de ano novo? Como mantê-las afinal?

 

1. Opte por correr a maratona em vez de fazer um sprint.

Em vez de querer mudar tudo para ontem será mais fácil provocar em si pequenas mudanças de comportamento que o levarão a uma mudança maior. As pequenas mudanças não são tão assustadoras e são mais fáceis de concretizar. E lembre-se, o que interessa não é chegar à meta o mais rápido mas sim fazer dela um novo comportamento a adotar. 

 

2. O blá-blá-blá da mudança.

Quantas são as vezes em que fazemos demasiados planos mas quando chega a hora de agir não os materializamos? Planear é muito importante sobretudo se explicarmos detalhadamente quais os passos que vamos dar para chegar ao nosso objetivo final mas não nos fiquemos por aí, passar da palavra à ação é um pequeno grande passo e provavelmente aquele que mais vai custar a dar.

 

3. Tudo ao molho e fé em Deus!

Não tente mudar mais do que um comportamento de uma só vez. Focar-se numa só mudança já é por si só uma tarefa difícil, não tente fazer várias.

 

4. Acredite em si mesmo! Mas acredite mesmo!

Esta parece cliché mas a verdade é que se não acreditarmos que vamos conseguir mais vale nem começar. O medo de agir e a falta de crença nas suas potencialidades pode cortar-lhe as pernas logo à partida.

 

5. Registe o seu progresso e ofereça-se recompensas.

Pegue no seu plano inicial e vá assinalando todos os objetivos que for cumprindo. Aliado a este registo, ofereça a si próprio uma recompensa pelo trabalho conseguido para que se sinta continuamente motivado a continuar.

 

6. Juntos somos mais fortes!

Partilhe com os outros o seu desejo de mudança. É mais difícil permanecer motivado quando se sente sozinho, a partilha irá permitir não só que as outras pessoas o apoiem como poderá encontrar alguém que pretende fazer a mesma mudança e juntos percorrerem o caminho.

 

7. Mudar um comportamento já é difícil, se se sentir infeliz ainda é pior.

Se não gosta do processo que está a percorrer idealize um novo plano e volte à estaca zero, não desista! Substitua o comportamento que quer alterar por outro que lhe dê prazer e verá que o caminho é mais fácil.

 

8. Somos todos diferentes.

Vivemos todos em realidades diferentes e por isso o que funciona para mim pode não funcionar para si. Procure adaptar a mudança à sua realidade e verá que é mais fácil.

 

9. Insista nos 21 dias!

Dizem que precisamos de 21 dias para o cérebro assimilar uma mudança comportamental mas precisamente por vivermos todos em realidades bastante diferentes insista nos 21 dias, uma, duas, três, quantas vezes forem necessárias. Pode levar mais tempo, mas será que o tempo é realmente o mais importante?

 

10. Tente entender a razão da mudança.

Muitas vezes queremos mudar mas não sabemos o porquê e o porquê é bastante importante para se manter focalizado. Esqueça as noções pré-concebidas da sociedade e seja verdadeiro consigo.

 

Já tinha pensado nisto?

Partilhe comigo outras ideias que tenha para que juntos possamos ajudar outras pessoas a manter as resoluções de ano novo!

 

 

E não se esqueça, não complique!

Feliz 2017!

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

Em destaque no SAPO Blogs
pub