Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Anita Descomplica

Organizar nunca foi tão fácil. Complica? A Anita descomplica!

Anita Descomplica

18
Mai17

Cuidados a ter com a sua escova de dentes

Anita

0.png

 

A escova de dentes é a protagonista principal quando falamos de higiene dentária. Em parceria com o fio dentário e a pasta de dentes, a escova é responsável pela eliminação de resíduos de alimentos e placa bacteriana, garantindo a saúde da sua boca.

 

São vários os estudos que comprovam que podemos encontrar, na nossa escova de dentes, vírus, bactérias, restos de alimentos, sangue, células mortas e até mesmo vestígios de fezes.

 

Confira dez cuidados essenciais a ter com a sua escova de dentes.

 

1. Evite o contato entre escovas de dentes

 

1.jpg

 

"Juntar as escovas de dentes" só serve se estivermos a falar de duas pessoas irem morar juntas. Nunca devemos deixar que duas (ou mais) escovas de dentes entrem em contato uma com a outra pois o simples toque entre elas cria uma ponte de bactérias podendo desencadear contaminações cruzadas.

 

2. Invista num porta escovas de dentes

 

2.jpg

 

Para evitar o contato entre as escovas de dentes invista num porta escovas de dentes com diferentes orifícios onde cada habitante da casa poderá colocar a sua escova de dentes. Guardar as escovas desta forma permite ainda que a água escorra evitando a humidade e proliferação de bactérias. 

 

3. Lave a sua escova de dentes antes e após cada utilização

 

3.jpg

 

Lavar a escova de dentes antes de cada utilização remove os germes e restos de comida que possam ainda se encontrar na mesma. Após cada utilização, é recomendado que a lave em água abundante ou que a deixe durante alguns minutos mergulhada em elixir oral retirando, no final, o máximo de água que conseguir.

 

4. Nunca partilhe a escova de dentes

 

4.jpg

 

A escova de dentes é um objeto pessoal e intransmissível. Não a partilhe com ninguém, nem mesmo com o seu marido ou filhos. Para prevenir a contaminação de doenças infecciosas, cada um deverá ter a sua própria escova de dentes.

 

5. Troque de escova de dentes a cada três meses

 

5.jpg

 

Diversos estudos demonstram que as escovas de dentes se tornam menos eficazes na remoção da placa bacteriana após três meses de utilização regular. Além disso, é muito importante trocar de escova de dentes regularmente devido à proliferação de bactérias de que a mesma é alvo. Se as cerdas da escova se começarem a deformar substitua de imediato a escova de dentes uma vez que assim evitará aplicar demasiado esforço aquando da lavagem dos dentes. E você, há quanto tempo tem a sua escova de dentes? 

 

6. Não use capinhas protetoras

 

6.jpg

 

A escova de dentes deve secar ao ar livre para impedir que fique húmida e assim crie mais bactérias pelo que o uso de capinhas protetoras não é aconselhável porque a escova não seca corretamente.

 

7. Escova de viagem ou de mala

 

7.jpg

 

Quando transporta uma escova de dentes, armazene-a numa caixinha própria para evitar que as cerdas se deformem quando em contato com outros objetos. Estas caixinhas de transporte permitem ainda mantê-la mais limpa mas não a livram de bactérias pelo que antes de cada utilização deverá lavar a sua escova e após cada utilização lavar não só a escova como a caixinha de transporte. Quando guardamos as escovas nestas caixinhas ela não seca corretamente pelo que deverá ser substituída com maior frequência. 

 

8. Escova de dentes e sanita não combinam

 

9.jpg

 

Sempre que puxa o autoclismo da sua sanita são muitos os germes (e vestígios de fezes!) que se espalham pelo ar da sua casa de banho por isso tenha em atenção alguns aspetos. Deverá puxar o autoclismo sempre com a tampa da sanita para baixo. A tampa da sanita deve manter-se para baixo após cada utilização. Por fim, mantenha a sua escova de dentes a pelo menos um metro de distância da sanita para que se depositem o mínimo possível de germes na escova de dentes.

 

9. Troque de escova após uma gripe ou infeção na boca

 

10.jpg

 

Segundo os especialistas em higiene dentária a substituição da escova de dentes após uma gripe ou uma infeção bucal é uma medida preventiva que impede que os germes que se possam alojar nas cerdas provoquem uma reinfeção.   

 

10. Tenha muita atenção ao sangue na sua escova

 

11.jpg

O sangramento das gengivas é um assunto muito sério. Grande parte da população sofre de Gengivite, o que é uma porta aberta para a entrada de bactérias na corrente sanguínea. Se sofre deste problema, consulte o seu dentista.

 

12.jpg

 

E vocês, quais os cuidados que têm com a vossa escova de dentes?

Partilhem comigo!

 

(Imagens retiradas da Internet

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

Em destaque no SAPO Blogs
pub