Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Anita Descomplica

Organizar nunca foi tão fácil. Complica? A Anita descomplica!

Anita Descomplica

19
Nov17

Como manter a casa-de-banho a cheirar bem

Anita

0.png

 

Depois de limpar a casa-de-banho queremos que ela se mantenha a cheirar bem o maior tempo possível mas às vezes esta tarefa é um pouco difícil porque esta é sem dúvida a divisão mais problemática da casa no que toca a maus odores! 

 

Aqui em casa, a casa-de-banho cheira a baunilha, não só porque somos fãs desta linha da Zara Home como também usamos algumas estratégias mais económicas para a manter sempre a cheirar bem. Ora veja...

 

1. Produto de limpeza natural para casa-de-banho

 

1.png

 

Para limpar as superfícies da casa-de-banho (incluíndo as loiças sanitárias) encha um borrifador, com ajuda de um funil, com metade de água e metade de vinagre branco e adicione 30 gotas de óleo essencial à sua escolha. Depois é só borrifar as superfícies e passar com um pano de microfibra. Já por si, com este primeiro passo, a casa-de-banho fica perfumada.

 

2. Ralo sempre limpo e perfumado

 

2.jpg

 

Quantas vezes acabamos de limpar a casa-de-banho e mesmo assim ela não fica a cheirar bem? Os maus odores advêm essencialmente do ralo e para ele temos duas soluções. Para limpar o ralo: deite no ralo uma colher de bicarbonato de sódio, um copo de vinagre branco e água abundante a ferver o que irá limpar eficazmente o ralo e eliminar grande parte dos odores. Para perfumar o ralo: para manter o ralo perfumado coloque uma pastilha desinfetante (daquelas que se colocam na sanita) no interior - com a maior parte dentro do cano - e prenda-a com um fio à tampa do ralo. De tanto em tanto tempo, verifique o estado da pastilha e substitua-a por uma nova.

 

3. Velas aromáticas

 

3.jpg

 

Aqui em casa somos fãs de velas aromáticas. Para além de ser um elemento decorativo na casa-de-banho ainda a deixam perfumada! 

 

4. Ambientadores em sticks

 

4.jpg

 

Para além das velas aromáticas, nunca falta um ambientador em sticks. Umas vezes usamos este, outras fazemos o nosso próprio ambientador. Utilizando o frasco de vidro do ambientador, com ajuda de um funil, colocamos no interior do frasco: 70ml de óleo de amêndoas doces (ou outro óleo neutro) + 30 gotas de óleo essencial à escolha. Depois é só colocar no interior os pauzinhos. Muito simples!

Para tirar o máximo partido dos ambientadores em sticks não se esqueçam de virar os pauzinhos semanalmente. Também se pode usar azeite como óleo para a diluição mas da minha experiência o azeite não propaga tão bem o cheiro, daí optar por óleo de amêndoas doces. Se quiser optar pelo azeite, lembre-se de virar os pauzinhos com maior regularidade. Os óleos essenciais tendem a evaporar com o tempo por isso se verificar que o ambientador está a perder o cheiro, adicione mais umas gotinhas de óleo essencial.

 

5. Pastilhas para a sanita

 

4.jpg

 

Para fazer pastilhas para a sanita e mantê-la sempre perfumada misture num recipiente uma chávena de bicarbonato de sódio + ¼ de chávena de ácido cítrico alimentar, acrescente uma colher de vinagre branco e, por fim, 20 gotas de óleo essencial à escolha. Misture tudo até ficar homogéneo e coloque a mistura em forminhas de silicone, pois são mais fáceis para desenformar. Aguarde que seque, pelo menos 4 horas e as pastilhas para a sanita estão prontas a ser usadas.

 

6. Água perfumada

 

6.jpg

 

Já ensinei antes a fazer, afinal uso em quase tudo cá em casa. Para quem pendura as toalhas na casa-de-banho (como é o nosso caso) borrife-as com água perfumada. Mas não se esqueça de trocar as toalhas uma vez por semana. Para fazer água perfumada precisa de um borrifador, um funil, meia chávena de chá de amaciador da roupa concentrado (escolha um cheirinho que adore!), meia chávena de chá de álcool e uma chávena de chá de água. Com a ajuda de um funil, coloque no borrifador (por esta ordem): a água, o amaciador e por fim o álcool. Feche o borrifador e agite de modo a juntar todos os ingredientes. Muito fácil! Depois é só pulverizar nas toalhas de banho e desfrutar deste cheirinho na sua casa-de-banho. 

 

7. Pastilhas desodorizantes para o balde do lixo

 

7.jpg

 

Outra dica de pastilhas, desta vez para o balde do lixo. Num recipiente, misture duas chávenas de bicarbonato de sódio com uma colher de chá de óleo essencial à sua escolha. Mexa bem e adicione, uma a uma, 6 a 8 colheres de sopa de água (adicione as colheres de água até a mistura parecer areia da praia molhada). Coloque a mistura em forminhas de silicone e aguarde que sequem, pelo menos 24 horas. Desenforme e guarde-as num recipiente de vidro. 

 

8. Papel higiénico perfumado

8.jpg

 

 

Existe papel higiénico perfumado no mercado mas se quiserem poupar dinheiro e optarem por um papel higiénico mais económico faça como eu e coloque algumas gotas de óleo essencial no rolo que está a uso garantindo assim um toque aromático final à sua casa-de-banho! 

 

9.jpg

(Imagens retiradas da Internet)

 

E vocês, como mantêm a vossa casa-de-banho perfumada?

Partilhem mais ideias comigo!

 

 

 

26
Jul17

Produtos de limpeza que não se devem misturar

Anita

Produtos de limpeza que não se devem misturar.png

(Imagem retirada da Internet)

 

Este post é de extrema importância e é pena que muitas vezes tenhamos que passar por alguma experiência dolorosa para nos apercebermos da gravidade de alguns assuntos.

 

Misturar produtos de limpeza diferentes é um desses assuntos.

 

Há uma variedade tão alargada de produtos de limpeza e com carateristicas tão distintas que muitas vezes os misturamos sem termos consciência que poderemos estar a cometer um erro grave. E a troco de termos uma casa extremamente limpa, provocamos reações químicas, algumas delas prejudiciais à nossa saúde e à dos nossos familiares.

 

Para alertar para esta situação, deixo algumas dicas a ter em conta da próxima vez que estiver prestes a misturar produtos de limpeza.

 

1. Desentupidores de canos diferentes

 

2.jpg

 

Quando falamos de canos entupidos falamos de uma situação problemática e não apenas de uma simples limpeza e como muitas vezes esta situação chega a ser desesperante e acabamos por cometer erros como misturar dois ou mais desentupidores de canos diferentes que embora tenham a mesma finalidade podem ter composições químicas distintas que podem não reagir bem juntas. Não se deve sequer usar dois tipos de produtos para desentupir canos diferentes sendo que se o primeiro não funcionar deverá chamar um canalisador e nunca colocar outro diferente cano abaixo.

 

2. Bicarbonato de sódio e vinagre

 

1.jpg

 

Sabem bem como sou fã de bicarbonato de sódio e de vinagre que podem ser autênticos milagreiros da limpeza. No entanto, uma vez que o bicarbonato de sódio é uma substância básica e o vinagre é uma substância ácida, quando misturados geram essencialmente água e um sal denominado acetato de sódio ou seja eliminam as propriedades de limpeza um do outro. Para além deste factor, o vinagre provoca a libertação de uma espuma no bicarbonato de sódio que se armazenada num recipiente fechado pode causar uma explosão (mas isto só acontece se a mistura for armazenada num recipiente fechado, quando feito ao ar livre a mistura não é perigosa ou não tivessemos nós já utilizado esta mistura antes para fazer explodir um vulcão nos trabalhos de ciências da escola).

 

3. Água oxigenada e vinagre

 

3.png

 

Quando misturados, estes dois produtos dão origem a ácido peracético, um composto tóxico e que, em elevadas concentrações, pode provocar irritações na pele, olhos e sistema respiratório. Quanto muito podemos pulverizar as superfícies com cada um deles em separado, limpando entre as aplicações.

 

4. Lixívia e vinagre

 

4.png

 

Esta é a primeira de três misturas com lixívia que não se deve fazer nunca. Juntos produzem gás cloro, um vapor amarelo-esverdeado que, mesmo em pequenas quantidades, pode provocar tosse, ardor nos olhos e problemas respiratórios.

 

5. Lixívia e amoníaco

 

5.png

 

Misturados produzem cloroamina, um gás tóxico que pode causar tosse, ardor nos olhos ou problemas respiratórios. Não se esqueça de ler sempre os rótulos das embalagens uma vez que são muitos os desinfetantes que contém amoníaco e são muitos os detergentes que contém aminas (substâncias derivadas do amoníaco) fazendo com que possa acidentalmente misturar estes dois compostos como acontece quando limpamos o lava-louça com lixívia logo depois de lavar a louça sem enxaguar os restos de detergente que ficaram.

 

6. Lixívia e álcool etílico

 

6.png

 

Quando misturados, produzem clorofórmio, que já todos nós conhecemos dos filmes onde acontece um rapto e o raptor quer deixar a vítima inconsciente). Esta mistura pode até não o fazer desmaiar mas é bastante irritativa, tornando-se desagradável.

 

Nunca se esqueça:

Para a sua segurança, nunca misture produtos de limpeza, nem mesmo produtos da mesma espécie, mas que sejam de marcas diferentes. Vale a pena lembrar que deve manter todos esses produtos fora do alcance de crianças e animais e que as embalagens nunca devem ser reutilizadas.

7.jpg

 (Imagens retiradas da Internet)

 

 

E vocês, alguma vez tiveram alguma má experiência com limpezas?

Partilhem comigo! 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

Em destaque no SAPO Blogs
pub